Todos os artigos são redigidos segundo o português escrito em Portugal e não adoptam o novo Acordo Ortográfico.

Tempestade Gloria já matou 13 pessoas em Espanha

Província catalã de Girona é a mais afectada pela chuva, o vento e a subida dos rios.

A passagem da tempestade Gloria em Espanha já provocou 13 mortos. De acordo com a imprensa espanhola, há ainda quatro pessoas desaparecidas: um marinheiro arrastado pelas ondas em Palamós, província catalã de Girona, um jovem que praticava canyoning em Maiorca e duas pessoas em Ibiza, uma delas de nacionalidade britânica.

Só esta quinta-feira foram anunciadas três novas mortes na Catalunha: um homem morreu depois de o seu veículo ser arrastado pela corrente do rio Montsant, outro pescador de 50 anos que foi levado por uma onda em L'Ametlla de Mar, Tarragona, e um terceiro homem cujo veículo tinha sido arrastado pela força da água em Jorba, Barcelona.

A província de Girona, onde já morreram quatro pessoas, é agora a mais afectada. Ali, onde vigora o estado de emergência, o rio Ter transbordou e há estradas e linhas ferroviárias encerradas. A Protecção Civil tem aconselhado a população a não se aproximar dos rios ou de zonas costeiras e a permanecer dentro de casa. Contudo, há a expectativa de uma melhoria do estado do tempo nesta noite de quinta-feira.

Noutras zonas de Espanha, registo para a morte de uma mulher sem-abrigo de 54 anos na Comunidade Valenciana, vítima das baixas temperaturas. Nas Astúrias, uma mulher morreu atropelada pelo próprio veículo ao colocar correntes para a neve. Na localidade de Pedro Bernardo, na comunidade de Castela e Leão, um homem de 63 anos morreu ao ser atingido por uma telha.

A depressão Gloria passou no domingo por Portugal continental mas não causou qualquer vítima.