Todos os artigos são redigidos segundo o português escrito em Portugal e não adoptam o novo Acordo Ortográfico.

Senadora Kamala Harris desiste de se candidatar à presidência dos EUA

Falta de recursos financeiros motivou decisão. Democrata promete fazer “todos os possíveis” para que Donald Trump não seja reeleito.

Kamala Harris Reuters/MIKE SEGAR

A senadora democrata Kamala Harris desistiu da candidatura à presidência dos Estados Unidos. O anúncio foi feito através de uma publicação no Twitter, na tarde desta terça-feira. 

Segundo o jornal New York Times, a falta de recursos financeiros foi a principal razão para a desistência, argumento depois confirmado pela democrata. “Não sou bilionária. Não consigo financiar a minha campanha. À medida que a campanha avançava, tornava-se cada vez mais difícil conseguir o dinheiro de que precisávamos para competir”, lê-se na nota assinada pela senadora.

Apesar de não ter declarado o seu apoio a outro candidato democrata, Kamala Harris promete “fazer todos os possíveis” para que Donald Trump seja derrotado nas eleições, deixando também o compromisso de continuar a lutar pelas políticas que defendeu durante a campanha.

Harris, de 54 anos, filha de imigrantes da Jamaica e da Índia, foi a primeira mulher a ocupar o lugar de procuradora-geral da Califórnia. A senadora era considerada uma estrela em ascensão dentro do Partido Democrata quando, há pouco mais de um ano, anunciou que pretendia conseguir a nomeação do seu partido como candidata às eleições que se realizam no final de 2020. Centrou o seu discurso inicial nas críticas às políticas de imigração do Presidente Donald Trump.

A senadora registou um salto numa sondagem da CNN realizada depois da primeira ronda de debates entre os candidatos do Partido Democrata à Casa Branca, subindo para segundo lugar nas preferências logo atrás de Joe Biden. Porém, não conseguiu manter o mesmo nível de adesão às suas propostas. 

Esta terça-feira, anunciou à sua equipa que desiste. Está marcada uma comunicação oficial ainda para hoje.