Todos os artigos são redigidos segundo o português escrito em Portugal e não adoptam o novo Acordo Ortográfico.

Pelo menos 23 crianças morreram em incêndio em escola na Libéria

As operações de busca e salvamento ainda decorrem.

Um incêndio deflagrou nesta quarta-feira num colégio interno nos subúrbios da capital da Libéria, Monróvia. Dezenas de crianças e morreram - 23 segundo a BBC, 27 de acordo com a Reuters.

As versões sobre o que aconteceu também são distintas.

“As crianças estavam a aprender o Corão quando o fogo começou”, disse o porta-voz da polícia, Moses Carter, citado pela Reuters. De acordo com Carter, o incêndio foi causado por uma falha eléctrica.

Já segundo a BBC, as crianças ainda não estavam acordadas quando o edifício – que se situa ao lado de uma mesquita — se incendiou. O fogo, explica a estação de televisão, começou durante a madrugada na mesquita e progrediu até atingir a escola. 

As autoridades locais disseram à BBC que ainda está em curso a operação de busca e salvamento. O correspondente da BBC na Libéria relata que as ambulâncias da Cruz Vermelha já retiraram vários corpos do local.

Uma das testemunhas no local, o pastor Emmanuel Herbert, disse à BBC que acordou com os sons do incêndio e começou a tentar alertar as pessoas para que viessem ajudar. “Quando me virei para ver, o espaço estava todo vermelho; quando olhei pela janela percebi que estava a arder”, relatou. Não conseguiu entrar dentro do edifício porque a única porta estava trancada.

A agência noticiosa AFP diz que as vítimas tinham entre dez e 20 anos.

“É uma altura complicada para as famílias das vítimas e toda a Libéria. As mais profundas condolências aos enlutados”, escreveu no Twitter o Presidente da Libéria, George Weah.

O Presidente estará presente nos funerais das crianças, a ocorrer durante a tarde desta quarta-feira, informou o seu porta-voz.