Todos os artigos são redigidos segundo o português escrito em Portugal e não adoptam o novo Acordo Ortográfico.

Estrela porno terá recebido 130 mil dólares pelo silêncio de relação com Trump

O The Wall Street Jornal diz que o acordo foi feito pelo advogado de Trump um mês antes das eleições norte-americanas. Advogado nega.

Reuters/KEVIN LAMARQUE

Uma actriz de filmes pornográficos terá assinado um acordo com um advogado de Donald Trump e recebido 130 mil dólares para não falar em público sobre um encontro sexual que teve há mais de uma década com o agora Presidente dos Estados Unios.

Segundo o jornal The Wall Street Journal, o pagamento foi feito em Outubro de 2016, pouco antes das eleições presidenciais, e o intermediário foi Michael Cohen, que durante muitos anos assumiu o cargo de advogado principal do grupo empresarial de Trump. O acordo foi feito quando Donald Trump estava a ser duramente criticado por declarações contra as mulheres.

Nessa altura, segundo o jornal, Stephanie Clifford, de 38 anos, estava a preparar a divulgação da história no programa Good Morning America, da estação de televisão ABC, e negociava também os direitos com a revista Slate. A actriz, conhecida no meio cinematográfico para adultos como Stormy Daniels, conheceu Donald Trump durante um torneio de golfe de celebridades, em 2006, no Lago Tahoe, altura em que se terão envolvido. A actual mulher de Trump, Melania, estava grávida do filho de ambos.

Trump com Stephanie Clifford, em 2006, numa foto obtida pelo The Wall Street Journal DR

A actriz chegou a colocar fotografias suas nas redes sociais com Donald Trump. Em 2010, anunciou estar a considerar candidatar-se ao Senado pelo estado do Louisiana e pelo Partido Republicano, mas desistiu.

De acordo com The Wall Street Journal, que teve acesso ao texto, em 2016 o acordo foi tratado pelo advogado Michael Cohen, e no documento tanto a actriz como Donald Trump e os advogados eram tratados por pseudónimos: ela era Peggy Peterson e o Presidente era David Dennison.

Num email enviado ao jornal, o advogado de Trump não fala sobre o pagamento feito à actriz, mas afirma que estes rumores já circulam desde 2011. “Mais uma vez, o Presidente nega veementemente que isso tenha acontecido, tal como a senhora Daniels”, escreve Michael Cohen.

Foi, aliás, o mesmo advogado que também enviou ao jornal uma declaração com a data de 10 de Janeiro deste ano assinada pela actriz em que esta afirma que o seu envolvimento com o Presidente se limitou a algumas aparições públicas.

Acrescenta que as alegações de que teve um “caso de cariz sexual e/ou romântico com o sr. Trump há muitos, muitos, muitos anos” são “completamente falsas”. E vinca: “Os rumores de que recebi de Donald Trump dinheiro pelo meu silêncio são completamente falsos.”

Ao mesmo tempo, a Casa Branca também negou o assunto em comunicado, afirmando que estas notícias são “velhas e recicladas” e foram “publicadas e negadas antes da eleição”.