Todos os artigos são redigidos segundo o português escrito em Portugal e não adoptam o novo Acordo Ortográfico.

Rainha nomeia Harry embaixador da juventude da Commonwealth

O anúncio do novo trabalho do príncipe coincide com o início de uma reunião dos chefes de governo da Commonwealth em Londres, esta semana.

Reuters/SIMON DAWSON

A rainha Isabel II nomeou o príncipe Harry embaixador da juventude para a Commonwealth, um papel que o incentivará a encorajar os jovens, dos países que já foram colónias britânicas, a enfrentar novos desafios.

O anúncio do novo trabalho de Harry coincide com o início de uma reunião dos chefes de governo da Commonwealth em Londres, esta semana, com o objectivo de procurar fortalecer a relação do Reino Unido com esses países, numa altura em que negoceia a saída da União Europeia.

Num comunicado, o Palácio de Buckingham disse que mais de 60% dos 2400 milhões de habitantes da Commonwealth têm menos de 30 anos. "O príncipe Harry vai trabalhar para criar laços entre jovens e líderes jovens da Commonwealth e encorajá-los a usar as plataformas da Commonwealth para enfrentar os desafios sociais, económicos e ambientais de sua geração", refere o mesmo texto.

Harry, que tem 33 anos e é o quinto na linha de sucessão ao trono britânico, tem vindo a conquistar mais funções públicas e está na vanguarda de um rebranding da monarquia. No próximo mês, no dia 19, o neto da rainha irá casar-se com a actriz norte-americana Meghan Markle.

Isabel II é a representante máxima da Commonwealth, mas tem sido questionado que seja sucedida pelo filho, Carlos. "A rainha está pessoalmente muito empenhada na Commonwealth, mas depois dela, talvez seja hora de dizer 'bem, na verdade, a Commonwealth deve decidir quem é o presidente numa base rotativa'", sugeriu no domingo Jeremy Corbyn, líder do Partido Trabalhista, na oposição, citado pela BBC.

Para Boris Johnson, ministro dos Negócios Estrangeiros, essa é "uma questão para os 53 [países] decidirem".